Fetraf-RS participa do AgUrb

Por Assessoria de Imprensa
Publicada em 19 de setembro de 2018


A Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul participa, durante toda essa semana (17 a 21 de setembro de 2018), com delegação de dirigentes, da III Conferência Internacional de Agricultura e Produção de Alimentos em uma Sociedade Urbanizada (AgUrb), que conta com mais de 900 participantes de todo o mundo.

O diagnóstico que se permite a partir desta conferência é de que temos um sistema alimentar, da sociedade como um todo a nível global, com muitos fatores negativos. Se por um lado temos em torno de 1 bilhão de pessoas que ainda têm necessidade de alimentos e passam fome, por outro lado 40% da população dos EUA e 20% da população do Brasil está com excesso de peso e obesa. Isto resulta do sistema alimentar mundial. Atualmente, o sistema de produção de alimentos contamina e intoxica tanto os agricultores, quanto os consumidores e, ademais, destrói e promove a degradação do meio ambiente – problemas muito sérios, e não para por aí visto que ele acaba eliminando sistemas produtivos locais, o que também sufoca o âmbito cultural de cada região. A âncora que sustenta este sistema danoso está amparada pelos interesses comerciais do mercado agroalimentar.

O desafio é de que tenhamos um controle da qualidade dos alimentos e da quantidade que estamos comendo. E, principalmente, que sejam alimentos nutritivos, que deem prazer em comer, e que não façam mal à saúde. Conclusivamente, percebemos que temos, ainda, uma condição muito favorável ao olharmos para trás.

Nos últimos 40 anos a população mundial dobrou, porém, o volume de produção de alimentos multiplicou em 2,5 vezes, o que significa que estamos produzindo mais alimentos do que proporcionalmente em um passado recente. Isto dá a ver que há um problema na distribuição de alimentos, falta justiça social. Esse é o grande desafio para a alimentação e o bem-estar da sociedade. Ao passo que também nos dá esperança, pois temos capacidade de produzir alimento para a população mundial e podemos aumentar ainda mais . Sendo que a Agricultura Familiar pode e vai contribuir muito com essa produção alternativa de alimentos considerando que eles devem preservar o meio ambiente, ter qualidade alimentar e quantidade para combater a fome no mundo. Estamos participando do AgUrb justamente porque a Fetraf-RS acredita que nós da Agricultura Familiar podemos ajudar a resolver a questão da fome.


LINKS ÚTEIS