Em evento do RS, Dilma assume compromisso com a agroindustrialização e Minha Casa Minha Vida Rural

Por Assessoria de Imprensa
Publicada em 24 de março de 2015


A Fetraf-RS participou na manhã desta sexta-feira (20) da 12ª Abertura da Colheita do Arroz Agroecológico em Eldorado do Sul. Na ocasião a Presidente da República, Dilma Rousseff inaugurou o silo de secagem e armazenamento de arroz e ressaltou a importância da agricultura familiar para a Brasil. “A agricultura familiar é um alto negócio para as famílias e para o País, é um alto negócio para se colocar um alimento de qualidade na mesa dos brasileiros”, falou. Ela anunciou que um dos temas do seu governo vai ser a agroindustrialização da agricultura familiar e prometeu colocar o Banco do Brasil para financiar a agroecologia. A presidente também garantiu dar prioridade e continuidade na habitação para o campo. “Assumo aqui meu compromisso com o Programa Minha Casa Minha Vida Rural”, frisou.

Dilma enfatizou a importância dos investimentos do governo em políticas públicas para a agricultura familiar. De 2003 a 2014 tivemos uma política clara de fomento para a agricultura familiar. Expandimos o Pronaf, o seguro agrícola, criamos programa para compra de equipamentos”, enfatizou. Ela lembrou que graças a esses investimentos e a contribuição da agricultura familiar, em 2014 o Brasil saiu do mapa mundial da fome. “ Podemos colocar no peito a medalha da inclusão social e da superação da miséria extrema e agora temos que dar outro passo: investir no cooperativismo, na agroecologia e na industrialização”, destacou.

Ao comentar sobre sua presença no ato, Dilma disse que participou porque considera muito importante visibilizar as possibilidades de um assentamento da reforma agrária. “O Brasil precisa saber que isso é possível, se referindo à produção agroecológica e ao processo de industrialização e agregação de valor, que essa é uma experiência que deu certo. Esse é o modelo de reforma agrária que queremos” declarou.

O silo de secagem e armazenamento de arroz pertence à Cooperativa Regional dos Assentados de Porto Alegre e fica localizado no assentamento Lanceiros Negros. A unidade vai receber a produção de 20 mil toneladas de arroz orgânico produzidos em sete assentamentos da reforma agrária em mais de 4 mil hectares de terra.


LINKS ÚTEIS