CAR é tema de encontro entre Fetraf-RS e Secretaria Estadual do Meio Ambiente

Por Assessoria de Imprensa
Publicada em 6 de maio de 2015


Maior esclarecimento aos agricultores e sindicatos sobre o cadastro ambiental rural (CAR) e a destinação de recursos para auxílio às entidades que o realizam foram alguns dos pedidos feitos pela Fetraf-RS na manhã desta quarta-feira(06) à secretária adjunta do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do estado, Maria Patrícia Möllmann.   Na reunião, realizada na sede da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA), dirigentes e lideranças da Federação entregaram a pauta de reivindicações relacionadas à pasta e manifestaram preocupação com a realização do CAR no estado.

“A Fetraf-RS identificou inúmeros problemas que obstacularizaram o progresso no cadastro, entre eles, a falta de clareza em nas regras do CAR e lei florestal, temor dos agricultores em relação à possíveis multas futuras, informações desencontradas por parte de quem realiza os treinamentos até a dificuldade dos proprietários em identificar suas áreas no mapa do sistema”, destacou a coordenadora, Cleonice Back.

A coordenadora ilustrou o caso das terras em condomínio que, geram interpretações diferentes por parte das entidades que realizam o CAR. “Embora a orientação da Sema seja para o cadastro individual de cada CPF que é parte do condomínio, há entidades que fazem somente um CAR para a matrícula inteira, desconsiderando os diversos proprietários vinculados”, pontuou Back.  Ela lembrou ainda, da indefinição quanto ao percentual necessário para áreas de reservas legais na agricultura familiar. “O entendimento é de que esta área deva somar 20% do total da propriedade, no entanto, há um parágrafo na lei que diz que um agricultor familiar que tem até um módulo, não precisa ter mais de 10% da área preservada. E ai cada um faz de acordo com seu entendimento” lamentou.

A Fetraf-RS sugeriu à SEMA uma campanha em nível estadual, em rádio e televisão, com objetivo de esclarecer e conscientizar os agricultores para a importância do CAR e também, a criação de um fundo para incentivo à preservação ambiental. Cleonice evidenciou que é preciso incentivar a preservação pois ela é uma questão de interesse de todos sendo que o agricultor familiar tem papel fundamental na sustentabilidade do planeta.

A secretária adjunta disse que foi muito importante ouvir as demandas da Fetraf e prometeu maior aproximação. “As reivindicações trazidas nos subsidiam para as próximas ações e ajudam a compreender melhor os problemas vivenciados por quem está na ponta, operando o CAR”,  afirmou. Maria Patrícia falou que a intenção da secretaria é retomar o diálogo com a Fetraf e demais movimentos sociais para equacionar dificuldades e acelerar o cadastro ambiental rural no estado.

Os sindicatos ligados à Fetraf-RS  realizam o CAR desde início de 2015. A Federação realizou várias capacitações que começaram ainda em 2014. Amanhã (07) mais um treinamento será feito para todos os sindicatos e associações, em Passo Fundo. A meta é intensificar a realização do cadastro.

 IMG_7524

 


LINKS ÚTEIS